A Automação em Números

A Federação Nacional de Dirigentes Lojistas realizou uma pesquisa, com 280 empresários e executivos das Câmaras de Dirigentes Lojistas espalhadas pelo Brasil, a respeito dos investimentos em informatização feitos por esses profissionais. A conclusão foi a de que os varejistas estão privilegiando a informática para o crescimento de seus negócios.

Para 35% dos entrevistados a prioridade para o ano de 1999 seriam os investimentos em automação. Outros 33% manifestaram interesse em investir em Recursos Humanos, 20% em marketing e layout das lojas, e 12% em melhorias de estoque. A tendência, segundo esses estudos, é a de que o check-out seja a área mais informatizada nas redes de supermercados.

Dos estimados cerca de 5,5 milhões de pontos-de-venda existentes hoje no Brasil (uma loja ou supermercados pode ter vários pontos de venda), cerca de 70% localizam-se em estabelecimentos comerciais com baixo faturamento, significando que levarão um tempo bem maior para serem automatizados. Por outro lado, quase todos os pontos-de-venda de estabelecimentos de alto faturamento já estão automatizados, representando cerca de 2% do total. 

Os pontos restantes, ou seja, 1,5 milhão, são aqueles que deverão ser trabalhados nos próximos quatro anos.

Fonte: Revista Apoio ao Varejo - Ago/Set - 99